porEquipe Angaad

Grupo de Apoio à Adoção de Barbacena – Entrelaçar

Endereço: Rua Mendes Pimentel 20 – Bairro São José – CEP: 36205024

Telefones: (32)3331_6883 (32) 98495-0804 (32) 98827-8654

Coordenadoras: Alinne Moller e Flávia Sol

Encontro mensal: Primeira quinta-feira do mês às 19h30

Facebook: @grupoentrelacar

 

 

porEquipe Angaad

ADOTE E AME – Grupo de Apoio à Adoção de Duque de Caxias

Endereço: Rua Passo da Pátria 197 – Duque de Caxias

Coordenadora: Luzie Santana de Souza

Telefone: 21 993841029

Encontro mensal: 1ª segunda-feira do mês às 19h

Facebook: @AdoteAmeGrupoDeApoioAAdocaoDeDuqueDeCaxias

porEquipe Angaad

Grupo de Apoio à Adoção Pantanal – GAAP

Endereço: Rua Tamandaré – CEP: 79370-000

Coordenador: Cleverson Gonçalves da Costa

Telefone: 67981096964

E-mail: cleversongcosta2@gmail.com

Facebook: Gaapantanal

 

porEquipe Angaad

Instituto Geração Amanhã

Endereço: Rua Tucuna 270 – CEP: 05021-010

Telefone: (11) 4765-6771

Coordenadora: Sandra Sobral

Atendimento: Segunda à sexta, das 9hs às 18hs

Site: www.geracaoamanha.org.br

Facebook: @GeracaoAmanha

Instagram: @GeracaoAmanha

 

porEquipe Angaad

GAASMI – Grupo de Apoio à Adoção de São Miguel do Iguaçu

Endereço: Avenida Iguaçú, s/n. Barro Branco – CEP: 85877-000

Telefone: 45 98822-3758

Responsável: Fabiana Telles David Depiné

Encontro mensal: Última quarta-feira do mês

Facebook: GAASMI

Instagram: @gaasmipr

porEquipe Angaad

GAAR – Grupo de Apoio à Adoção Romã

Presidente: Fabiana Kadota Pereira

Telefone:  (41) 98809-8661; (41) 98469-2221

E-mail: falecom@gruporoma.org

 Endereço: Av. Senador Souza Naves, 620 sala 8 – Três Marias

Cidade: São José dos Pinhais – Paraná

Site: www.gruporoma.org

porEquipe Angaad

Boas Práticas – Pontes de Amor 02

Tema: Atividades com crianças e jovens em situação de acolhimento: projetos em datas comemorativas, inclusão em atividades extra acolhimento, outros projetos dentro das instituições.

GAA proponente
Pontes de Amor

Mês e ano que iniciou a realização da prática
Setembro de 2017

Resumo da prática (em até 3000 caracteres)
De acordo com a Unicef (2015), em 2014 e 2015 houve um aumento de 14% na quantidade de adolescentes com idade de 14 a 16 anos que vivenciaram conflitos domésticos e se envolveram com drogas, crimes ou prostituição.

Trilhas para a Autonomia é um projeto criado conforme orientação do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), nos termos do Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito de Crianças e Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária, para dar atenção especial aos adolescentes maiores de 14 anos cujas possibilidades de reintegração à família de origem foram esgotadas e cujas possibilidades de colocação em família foram reduzidas por seu perfil. O projeto tem como objetivo proporcionar ao público supracitado mecanismos para a construção de uma vida autônoma. Bem como: Oferecer orientação profissional e pessoal; Realizar acompanhamento terapêutico sistemático dos adolescentes para tratar perdas, lutos e questões relativas à percepção de si e de sua história, preparando-os para ingressar no mundo “fora dos muros” da instituição de acolhimento, e para orientação profissional, preparando-os para o mercado de trabalho; Promover inclusão digital; Fomentar reflexões sobre cidadania, qualidade de vida, relacionamentos e desenvolvimento pessoal; Promover convivência comunitária; Fomentar relacionamentos interpessoais entre os adolescentes, favorecendo a construção de melhor percepção quanto a sua identidade, valor e propósito, ampliando suas perspectivas de futuro; Oferecer capacitações e oportunidades para que o adolescente alcance sucesso em sua carreira como profissional técnico, de nível superior ou como empreendedor; Favorecer o empreendedorismo por meio de capacitações, mentoria e parcerias.

Trata-se de uma oportunidade para desenvolver o senso de identidade, valor e propósito em cada um dos adolescentes inseridos no projeto, bem como de minimizar a evasão das instituições de acolhimento, reduzir a violência, aumentar a autoestima, oferecer qualificação profissional e facilitar a inserção no mercado de trabalho.

Aplicando os conceitos da teoria dos sistemas, psicologia positiva, coaching, empreendedorismo e outros, serão realizadas uma vez por semana, pelo período de dois anos atividades de coaching, orientação pessoal e profissional, programas de formação e acompanhamento terapêutico com um grupo de no máximo quinze adolescentes maiores de 14 anos institucionalizados em Uberlândia-MG. Os encontros terão duração de 3 horas e vinte minutos, divididos em dois turnos de uma hora e meia cada com intervalo de vinte minutos. No primeiro semestre, primeiro turno será de orientação pessoal e coaching; e o segundo, de orientação profissional e habilidades gerais para inserção no mercado de trabalho (entrevista, comportamento no local de trabalho, problemas cotidianos, etc.). A partir do segundo semestre os participantes serão encaminhados, conforme sua área de interesse para o módulo empreendedorismo, podendo escolher as seguintes opções: cursos superiores; cursos técnicos ou cursos profissionalizantes.

Informar se foi compartilhada com outro GAA
Sim

VOTE NESTA BOA PRÁTICA

Pontes 02 - Boa Prática

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Trilhas-para-autonomia_projeto_09.12.16-2

porEquipe Angaad

Boas Práticas Pontes de Amor – 01

Tema: Atividades com crianças e jovens em situação de acolhimento: projetos em datas comemorativas, inclusão em atividades extra acolhimento, outros projetos dentro das instituições.

Mês e ano que iniciou a realização da prática
Setembro de 2017

Resumo da prática (em até 3000 caracteres)
De acordo com a Unicef (2015), em 2014 e 2015 houve um aumento de 14% na quantidade de adolescentes com idade de 14 a 16 anos que vivenciaram conflitos domésticos e se envolveram com drogas, crimes ou prostituição.

Trilhas para a Autonomia é um projeto criado conforme orientação do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), nos termos do Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito de Crianças e Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária, para dar atenção especial aos adolescentes maiores de 14 anos cujas possibilidades de reintegração à família de origem foram esgotadas e cujas possibilidades de colocação em família foram reduzidas por seu perfil. O projeto tem como objetivo proporcionar ao público supracitado mecanismos para a construção de uma vida autônoma. Bem como: Oferecer orientação profissional e pessoal; Realizar acompanhamento terapêutico sistemático dos adolescentes para tratar perdas, lutos e questões relativas à percepção de si e de sua história, preparando-os para ingressar no mundo “fora dos muros” da instituição de acolhimento, e para orientação profissional, preparando-os para o mercado de trabalho; Promover inclusão digital; Fomentar reflexões sobre cidadania, qualidade de vida, relacionamentos e desenvolvimento pessoal; Promover convivência comunitária; Fomentar relacionamentos interpessoais entre os adolescentes, favorecendo a construção de melhor percepção quanto a sua identidade, valor e propósito, ampliando suas perspectivas de futuro; Oferecer capacitações e oportunidades para que o adolescente alcance sucesso em sua carreira como profissional técnico, de nível superior ou como empreendedor; Favorecer o empreendedorismo por meio de capacitações, mentoria e parcerias.

Trata-se de uma oportunidade para desenvolver o senso de identidade, valor e propósito em cada um dos adolescentes inseridos no projeto, bem como de minimizar a evasão das instituições de acolhimento, reduzir a violência, aumentar a autoestima, oferecer qualificação profissional e facilitar a inserção no mercado de trabalho.

Aplicando os conceitos da teoria dos sistemas, psicologia positiva, coaching, empreendedorismo e outros, serão realizadas uma vez por semana, pelo período de dois anos atividades de coaching, orientação pessoal e profissional, programas de formação e acompanhamento terapêutico com um grupo de no máximo quinze adolescentes maiores de 14 anos institucionalizados em Uberlândia-MG. Os encontros terão duração de 3 horas e vinte minutos, divididos em dois turnos de uma hora e meia cada com intervalo de vinte minutos. No primeiro semestre, primeiro turno será de orientação pessoal e coaching; e o segundo, de orientação profissional e habilidades gerais para inserção no mercado de trabalho (entrevista, comportamento no local de trabalho, problemas cotidianos, etc.). A partir do segundo semestre os participantes serão encaminhados, conforme sua área de interesse para o módulo empreendedorismo, podendo escolher as seguintes opções: cursos superiores; cursos técnicos ou cursos profissionalizantes.

Informar se foi compartilhada com outro GAA
Sim

VOTE NESTA BOA PRÁTICA

Pontes 01 - Boa Prática

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

Trilhas-para-autonomia_projeto_09.12.16

porEquipe Angaad

Boa prática – GEAAI Içara SC

Tema: Ações/eventos em comemoração ao mês da Adoção.

GAA proponente
Geaai Içara SC

Mês e ano que iniciou a realização da prática
25 de maio de 2018

Resumo da prática (em até 3000 caracteres)
Tendo em vista a necessidade de se levar a cultura da adoção para crianças e adolescentes tivemos a ideia de se fazer um concurso literário com redações e desenhos. O tema Utilizado foi o do Enapa 2018 Adotar é + que bonito.Foi feito em caráter extraordinário nesse ano apenas em uma escola da comarca. A premiação foi simbólica medalhas,certificados e um kit literário para as crianças.Uma escola pequena pois os recursos para a premiação foi doado por membros do grupo.No próximo ano pretendemos estender o concurso literário para toda comarca,fazer projetos e assim conseguirmos recursos para a premiação.Foi muito emocionante crianças animadas desenharam, fizeram redações belíssimas e assim aprenderam um pouco da cultura da adoção.Desmistificando preconceitos, aprendendo que filhos por adoção são” filhos de verdade”.Segue Edital em pdf e algumas fotos do evento.

Informar se foi compartilhada com outro GAA
Não

Informar link(s) (opcional)
https://www.canalicara.com/cotidiano/geaai-premia-estudantes-vencedores-do-concurso-adotar-e-que-bonito-39667.html

Vote nesta boa prática - GEAAI 1

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...

 

Documento anexado:

GEAAIPara-pdf-Ok

porEquipe Angaad

Grupo Capivari de Apoio à Adoção

GCAA – Grupo Capivari de Apoio à Adoção

Rua XV de Novembro, 639 – Centro – Capivari/SP

CEP: 13360-000

Fones: (19) 99153-3495 / 99153-3767

Responsável: Cristian Fernandes

www.adocao.org.br/capivari

As reuniões acontecem no auditório do 1º andar da Prefeitura Municipal de Capivari. Podem participar pessoas residentes em qualquer município.