É PERMITIDO DIVULGAR FOTOS E VÍDEOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE ACOLHIMENTO?

A Nota Técnica da Comissão Permanente da Infância e Juventude – COPEIJ, integrante do Grupo Nacional de Direitos Humanos – GNDH, vinculada ao Conselho Nacional de Procuradores-Gerais de Justiça, trata da POSSIBILIDADE de divulgação de imagens e vídeos de crianças e adolescentes que se encontram em instituições de acolhimento em condição de adoção.

Ler mais

DA PORTA PARA DENTRO: a realidade de quem viveu em abrigos

Mais de 47 mil crianças e adolescentes vivem em instituições de acolhimento no Brasil. Foram afastados da família de origem porque estavam em situação de risco. Mas nem sempre a vida nos abrigos garante a proteção e os direitos previstos nas leis, geralmente são privados do convívio e ficam reféns da estrutura deficitária do Estado. O retorno à vida com os pais biológicos é muito difícil e raro. A adoção é o destino dos pequenos, mas para os adolescentes a regra é ficar da “porta para dentro” até os 18 anos, quando deixam os abrigos. Um dos momentos mais dramáticos para eles e elas.

Ler mais

UM MUNDO SEM NEGROS. É POSSÍVEL?

Neste mundo sem negros, eu, Suzana, e todos os militantes pela adoção estaríamos muito tristes e perdidos porque não estaríamos protegidos e organizados numa grande associação nacional de apoio à adoção porque o nosso negro irmão mais querido e amado, Paulo Sérgio Pereira dos Santos, não teria inventado a ANGAAD!!!

Ler mais