Gaúcha que criou projeto de adoção tardia está entre finalistas de competição internacional

Vamos divulgar:

Foi com alívio e muita comemoração que Marcella Bertoluci, 18 anos, recebeu a notícia de que seu projeto estava entre os três selecionados para participar de uma conferência da organização não governamental Junior Achievement, em Viena, na Áustria. Idealizado pela jovem há três anos, o Missão Diversão tem como objetivo estimular a adoção tardia através da aproximação de pretendentes à adoção com crianças e adolescentes de idades entre oito e 17 anos.

— Foi muito emocionante. Minha família estava envolvida, todos vibrando muito. Ficamos acordados até a 1h esperando o resultado — contou.

competição consistia em apresentar, em vídeo, seu projeto e apontar como ele impacta na comunidade local. Marcella era a única brasileira e concorria com outras nove pessoas de todo o mundo.  Ao longo de um mês, a jovem  fez uma grande campanha para conquistar o “pódio”.

— Foi bem exaustivo, pensei em desistir algumas vezes, mas, no final, deu tudo certo. Eu consegui várias pessoas engajadas e pilhadas a me ajudar.

A viagem está marcada para do dia 28 de agosto e terá duração de uma semana. Além do primeiro lugar geral – que credencia a produção de um vídeo profissional do projeto que será divulgado em toda a rede da Junior Achievement –, a jovem espera estreitar laços com outros jovens empreendedores para, quem sabe no futuro, ampliar seu projeto para outros países:

— Procuro me conectar com pessoas engajadas para, caso eu pense em expandir meu projeto, tenha alguém de confiança.

A conferência faz parte das comemorações de cem anos da Junior Achievement. Até agora, em quatro edições do Missão Diversão, que conta com o aval do 2º Juizado da Infância e da Juventude, já foram viabilizadas seis adoções.

FONTE: CAMILA KOSACHENCO – GAÚCHAZH

Vamos divulgar: