Rua Ademar de Barros, 759, centro 13.330-130 - Indaiatuba - SP
+55 (61)35507226 WhatsApp
angaad@angaad.org.br

Categoria: Material de Apoio

Livro Digital: 3 Vivas para Adoção

2.082 Esta cartilha foi construída há muitas mãos, com muito carinho. Ela oferece orientação para o processo de adoção, esclarecimentos e depoimentos lindíssimos. Tivemos o privilégio de fazer parte desta construção. Realmente recomendamos a sua leitura e seu uso. Você pode ler aqui mesmo no site, ou baixar conforme sua necessidade, bastando clicar no link…
Leia mais

Assista e se emocione com o Curta Metragem “Teu Abraço, Esperança: Um Fragmento da Adoção Tardia no Brasil”

Curta Metragem “Teu Abraço, Esperança: Um Fragmento da Adoção Tardia no Brasil”

ADOTAR É SABER DEIXAR ALGUÉM TE AMAR! – Carlos e Ivson

3.424 O que é adoção para você? Para Carlos e Ivson é uma escolha única! Uma escolha de amar! Amar sem limites. Se emocione junto com a gente com essa linda declaração de amor! A campanha “Adote – adotar é saber deixar alguém te amar” – promovida pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), Assembleia…
Leia mais

Luciano Huck comanda mesa redonda sobre adoção

2.923 O apresentador Luciano Huck comandou uma discussão sobre adoção no Caldeirão deste sábado, 16/12, com diversas pessoas que possuem o sonho de terem um filho. Durante a mesa-redonda, os convidados contaram suas trajetórias e expressaram os motivos que os levaram a considerar adotar uma criança. O juiz Sérgio Luiz Ribeiro de Souza, da 4ª…
Leia mais

Adoção e o Direito de Viver em Família – Famílias em Concreto e os Grupos de Apoio à Adoção

Lançamento do Livro “ADOÇÃO E O DIREITO DE VIVER EM FAMÍLIA ” Nossa próxima reunião mensal será uma verdadeira festa com o recebimento da Medalha Zilda Arns, pela pessoa da nossa presidente Barbara Toledo e o lançamento do livro “ADOÇÃO E O DIREITO DE VIVER EM FAMÍLIA “. Sua presença será muito importante para nós!

DA PORTA PARA DENTRO: a realidade de quem viveu em abrigos

Mais de 47 mil crianças e adolescentes vivem em instituições de acolhimento no Brasil. Foram afastados da família de origem porque estavam em situação de risco. Mas nem sempre a vida nos abrigos garante a proteção e os direitos previstos nas leis, geralmente são privados do convívio e ficam reféns da estrutura deficitária do Estado. O retorno à vida com os pais biológicos é muito difícil e raro. A adoção é o destino dos pequenos, mas para os adolescentes a regra é ficar da “porta para dentro” até os 18 anos, quando deixam os abrigos. Um dos momentos mais dramáticos para eles e elas.

Instruções Normativas para GAA’s

No tocante à adoção, nós, pais adotivos, temos muito a compartilhar com as diversas experiências que vivemos em torno de nossos filhos, família e sociedade. É por isso que nos últimos 20 anos espalhou-se por todo território nacional um novo pensamento articulado pela sociedade civil organizada, transformando-se no Movimento Nacional de Apoio à Adoção com mais de 1 (uma) centena de Grupos de Apoio à Adoção pelo Brasil.

O que é um Grupo de Apoio à Adoção (GAA)?

3.523 Os Grupos de Apoio à Adoção são formados, na maioria das vezes, por iniciativas de pais adotivos que trabalham, voluntariamente, para a divulgação da Nova Cultura de Adoção, prevenir o abandono, preparar adotantes e acompanhar pais adotivos no pós adoção, auxiliar na reintegração familiar, conscientizar a sociedade sobre a legitimidade da família adotiva e,…
Leia mais