RED LATINOAMÉRICANA POR ADOPCIÓN

Quem somos?

Somos um grupo de organizações da Sociedade Civil que atua na questão da adoção de crianças e adolescentes de
América latina.

Qual é a nossa missão?

Unir esforços e compromisso para defender os direitos de cada criança e adolescente, ao direito, à sua identidade de origem em qualquer região e/ou país da América Latina

Trabalhar incansavelmente para visualizar e defender a adoção como direito de toda criança e adolescente de viver em um ambiente familiar saudável e respeitoso.

Trabalhar pela inclusão social das famílias adotivas para uma sociedade mais aberta, respeitosa e empática e com novas configurações familiares.

Desenvolver programas de acompanhamento profissional para todos os atores envolvidos nas questões de adoção, em todas as instâncias do processo de adoção.

Coordenar uma rede de trabalho com diferentes organizações civis latino-americanas, a fim de equalizar direitos, respeitando suas culturas.

Fazer da adoção uma política de estado em todos os países da América Latina para que sejam aprovadas leis que sejam respaldo legal para ações de melhoria e superação das condições em que se encontram os menores e para que as famílias adotivas estejam contidas em todos os âmbitos de sua vida, pessoal, escolar, etc.

Qual é a nossa visão?

É o propósito de gerar propostas conjuntas, com diferentes organizações nacionais e coordenar ações que levem a quebrar mitos sobre a burocracia no processo, focando nos tempos dos menores e não na espera dos adultos.

Incluir adolescentes e grupos de irmãos em projetos adotivos, Proporcionar capacitação sobre problemas que possam surgir durante o processo, priorizando a saúde física e mental do menor.

“Como seus direitos já foram violados, devemos nos preparar como família e não falhar novamente, acompanhá-los em sua busca pela origem, quando solicitados a montar sua história”.
Alcançar direitos iguais em toda a América Latina, independentemente de seu país de origem. Trabalho em rede para mudanças nas políticas públicas, jurídicas e educacionais. Visualize e previna o abuso e os maus-tratos infantis.